segunda-feira, 22 de abril de 2013

Princípio de Auto-Suficiência 1 - Emprego

Ser auto-suficiente é "estar preparado para os altos e baixos da vida" (Robert D. Hales).

A vida é cheia de surpresas, que normalmente nos pegam de.....surpresa. Algumas são muito agradáveis e bem-vindas e outras não tão agradáveis assim. Será possível nos preparamos para essas surpresas que causam problemas, tristezas, preocupações e estresse?

Em qualquer fase, nossa vida é também cheia de demandas. Precisamos estudar, trabalhar, cuidar de uma família, de uma casa, de parentes doentes ou idosos, colocar o lixo na rua, cuidar do cachorro, fazer compras, preparar o jantar, e por aí vai, uma infinidade de tarefas a realizar.

Como podemos cumprir todas essas demandas e ainda sermos felizes e auto-suficientes?

Acredito que a resposta está na preparação antecipada e em alguns princípios de auto-suficiência que estabelecemos ao longo da vida e que nos dão a visão de um horizonte mais seguro.

Neste e nos próximos posts vamos conhecer 5 princípios de auto-suficiência que nos permitirão ser mais gratos nos "altos da vida" e mais preparados para os "baixos da vida":

Princípio 1 - Emprego


Perder o emprego pode ser devastador para a pessoa e sua família. Isso pode causar danos emocionais, mentais, espirituais e físicos. A pessoa sente que não tem nada a contribuir para uma nova empresa ou posição e fica se perguntando por que isso aconteceu e se vai conseguir uma colocação no mercado de trabalho. Mesmo nesses momentos de aflição é possível sentir paz e confiança para seguir em frente. Mas, como?

Como Lidar com a Perda do Emprego?


É normal sentir tristeza após perder o emprego. Dê a si mesmo um tempo para se recobrar dessa experiência, mas é muito importante que você comece a procurar outro emprego imediatamente depois de ficar desempregado.

1 - Aumente Sua Fé 


É comum que os que procuram emprego experimentem um carrossel de emoções durante o desemprego. Contudo, se lhes falta fé no desejo e no poder do Senhor de abençoá-los, deliberadamente abrirão mão das bênçãos pelas quais tanto oram.

2 - Peça Ajuda para Encontrar Emprego


Pesquisas demonstraram que os que procuram emprego passam a maior parte do tempo procurando emprego por meio de propagandas em jornais e on-line. Entretanto, a maioria das pessoas encontra emprego por meio de referências pessoais e do contato direto com as empresas. Além disso, experimente as seguintes sugestões:
  • Fale regularmente a seus familiares, amigos, conhecidos e outros que você procura emprego.
  • Atualize sua lista de referências e assegure-se de que seus contatos compreendem sua situação.
  • Trabalhe oito horas por dia na procura de emprego, empenhe-se para fazer dez contatos relacionados a empregos, duas reuniões ou entrevistas pessoais por dia e registre suas atividades diárias.

3 - Viva Dentro do Orçamento


Não obstante suas habilidades atuais — ou os benefícios pagos pelo empregador, que você deve ter recebido do último emprego — é melhor preparar-se para um desemprego de longo prazo. Para a maioria dos que procuram emprego, o tempo para encontrá-lo pode ser maior do que o esperado. Comece identificando maneiras de aumentar sua renda e diminuir seus gastos.

As sugestões a seguir podem ajudar:
  • Identifique fontes de aumento da renda
  • Encontre um emprego temporário.
  • Inscreva-se nos benefícios governamentais de desemprego ou outros previstos.
  • Comece um negócio próprio (por exemplo, aulas de música, jardinagem, etc.).
  • Venda coisas necessárias.
  • Descubra maneiras de diminuir despesas
  • Use transporte público e unifique itinerários.
  • Suspenda inscrições ou assinaturas não essenciais, como linhas extras de telefone ou televisão a cabo.
  • Solicite uma renegociação de prazos de pagamento ou taxas menores de juros a seus credores.
  • Dê presentes feitos a mão ou doe seu tempo em vez de comprar presentes.
  • Economize eletricidade ou gás (por exemplo, aumente ou diminua seu termostato em vários graus, dependendo da estação).
  • Vá às compras com uma lista ou use cupons de desconto e complemente a compra com itens do armazenamento doméstico.
  • Reduza as refeições fora de casa ou a compra de alimentos prontos.
  • Conserte suas roupas e use o que você tem.


4 - Mantenha Boa Saúde e Bem-Estar


Sentir-se bem física e intelectualmente é crucial durante o período de desemprego. Permaneça próximo a seu cônjuge, seus filhos e à família indireta. Questões de saúde e problemas familiares só tornam a busca de emprego mais lenta.

As sugestões a seguir podem ajudar:
  • Exercite-se e descanse adequadamente.
  • Siga uma dieta adequada e mantenha o peso apropriado.
  • Agende todos os serviços médicos e dentários antes que expire a validade dos benefícios do empregador anterior.
  • Verifique a disponibilidade do plano de saúde em grupo ou dos serviços comunitários de saúde.


Como Reconstruir Minha Auto-Confiança?


A auto-confiança é um ingrediente muito importante para conseguir um emprego. Se conseguir focar nas suas habilidades, será mais fácil mostrá-las aos empregadores.

Aprenda uma nova habilidade. Isso ajudará a reconstruir sua confiança em aprender algo novo. Identifique algo que seja do seu interesse e que gostaria de estudar. Faça uma meta e estude através de livros, cursos de treinamento. Atualize seu currículo e prepare-se para um emprego melhor.

Como Reduzir o Stress?


O stress é comum nessa situação e manifesta-se de várias formas, incluindo ansiedade, insônia, dores físicas e problemas de relacionamento.

Identifique seu stress e aprenda a lidar com ele. Muito do seu stress pode ser aliviado quando identificado.

Ore e peça ajuda para conseguir a lidar com seu stress. Lembre-se de incluir Deus em sua busca por um novo emprego. Mostre gratidão em suas orações.

Procure perdoar. Se a saída do emprego foi traumática ou em termos negativos, talvez você tenha sentimentos negativos em relação à empresa, ao empregador, colegas de trabalho e até mesmo você mesmo. Esses sentimentos negativos podem piorar o stress e impedir sua habilidade de seguir em frente. Aprenda a lidar com esses sentimentos.

Procure formas de se sentir-se feliz e lembre-se de rir e ser positivo todos os dias.

Devo Mudar de Carreira?


Esta pode ser uma ótima ocasião para considerar suas opções.


1 - Explore suas opções. Avalie seus últimos empregos, seus interesses atuais e suas metas. Encontre os  empregos que poderiam se encaixar melhor em seu perfil. Faça uma busca, entre seus amigos, em empregos que estão disponíveis mas que não foram divulgados. Considere se deve melhorar seus conhecimentos técnicos.

2 - Frequente cursos no Sebrae que poderão ensiná-lo como iniciar seu próprio negócio.

3 - Identifique suas habilidades que podem ser transferidas para uma nova carreira. Aliste as habilidades, conhecimentos e talentos que desenvolveu em empregos anteriores ou em serviços voluntários.

Fonte: www.ldsjobs.org/ers/ct/articles/surviving-unemployment?lang=por








quarta-feira, 10 de abril de 2013

Posso Congelar Tomate?


Para driblar o preço alto do tomate uma saída é comprar uma caixa no Ceasa, que sai bem mais em conta, e congelar.

Há mais de uma maneira para congelar os tomates e uma só regra: depois de congelado, não pode mais ser consumido in natura, por perder sua textura.

Escolha o melhor jeito para o congelar, selecionando tomates maduros e firmes:

  1. Lave, seque, retire as sementes e corte o tomate em pedaços médios. Congele em um recipiente de plástico rígido com pouca sobra de espaço ou então em um saco plástico tipo Ziploc, retirando todo o ar. Para utilizar, leve a fruta congelada diretamente ao preparo da receita. Sem descongelar primeiro.
  2. Higienize, retire a semente e bata no liquidificador, processador ou passe no passa-verdura para moer o tomate. Despeje esse purê líquido em forminhas de gelo e congele. Leve do freezer direto para a panela, sem descongelar previamente.
  3. Você também pode congelar molho de tomate pronto, em um recipiente de plástico rígido, na forminha de cubo de gelo ou bolsa Ziploc. Leve para aquecer em fogo mínimo com um pouquinho de água se julgar necessário. 
Durabilidade: 8 meses para o tomate cru e 1 ano para o molho.


Foto: Stock Food.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Cultivar Tomates em Casa

Com o preço dos tomates lá na estratosfera, uma boa saída para driblar essa alta absurda e abusiva é ter em casa seu próprio tomateiro. Isso nos dá uma certa auto suficiência e acaba sendo uma solução bem econômica a longo prazo.

Já tenho dois pés que estão começando a produzir novamente. Eles foram plantados há mais de 5 anos por minha mãe e de lá para cá, colhemos todos os anos.
  

 
É muito fácil cultivar um tomateiro e não precisa ter muito espaço, porque ele cresce bem até em vasos, dentro do apartamento. Eles apresentam boa colheita, e se forem bem cuidados, você não vai dar conta de consumir tudo.


        

Existem 4 espécies de tomates. Dentro de cada espécie, existem vários tipos. Escolha o que é de sua preferência:


O tomate coração de boi é o mais comum. Grande e liso, é o melhor para receitas cruas, pois é muito carnudo e tem poucas sementes. Demora entre 60 e 90 dias para dar frutos.

O tomate redondo, embora um pouco menor que o comum, é muito apreciado e igualmente suculento. Demora entre 70 e 80 dias para dar frutos.

O tomate chucha (ou Santa Cruz) é aquele que tem um formato mais comprido e oblongo. Tem um sabor menos ácido que a maioria dos tomates redondos e possui menos água e menos sementes, sendo ideal para molhos. Demora cerca de 75 dias para dar frutos.

O tomate cereja é aquele pequenino. Ele tem um sabor mais doce que os outros e é perfeito para aperitivos e saladas, podendo ser consumido inteiro. Demora entre 65 e 70 dias para dar frutos.

Pronto, agora que já escolheu, pode começar a cultivar.

Como semear? Esses vegetais podem ser adquiridos em forma de sementes ou mudas.

Se optar por mudas, certifique-se de que as raízes sejam brancas, que a planta não tenha flor e nem mais de 10 cm de altura. É bom também que possua folhas bem verdes (nunca amareladas!), de aspeto jovem e saudável. Os tomateiros podem ser plantados no jardim ou horta, numa cova funda, ou mesmo em vasos {para quem tem pouco espaço}. Mas o vaso precisa ser suficientemente largo para acomodar, de maneira espaçosa, suas raízes.

Se optar por sementes, é recomendável que sejam semeadas no início da primavera e, de preferência, em local coberto. Quando os tomateiros atingirem uma altura de cerca de 10 cm, devem ser colocados em vasos ou covas individuais e devem também ser podados, para fortificar a planta e promover o seu crescimento.Na horta, os tomates podem ser cultivados junto a alho, alface, rabanete, couve, aipo, espinafre e todos os tipos de ervas aromáticas. Mas evite plantá-los junto a batatas.

  

Dicas para um bom cultivo


Semeadura
Locais quentes: mar abr mai jun jul
Locais frios: abr mai jun jul

Luz
Muito exigente.

Temperatura
Entre 15ºC e 40ºC, sendo uma temperatura ótima de 25ºC a 35ºC.

Solo
Pouco exigente. Convém remexer o solo periodicamente para manter a planta em boas condições de cultivo e evitar o aparecimento de ervas daninhas.

Orientações para plantação
Distância entre plantas 35 cm.
Distância entre linhas ou sulcos 80 cm.
A planta do tomate é indicada para cultivo em vaso ou jardineira com uma largura mínima de 30 cm, comprimento 30 cm e altura 30 cm.

Rega
Devido à sua elevada massa foliar, deve estar sempre úmida, A rega deve ser frequente mas em pequenas quantidades. Se for cultivada em vaso ou jardineira é necessário regar mais frequentemente, dado que se desidrata com mais frequência, sobretudo no Verão. Mantenha-a sempre úmida mas não dentro de água e nunca a regue em pleno sol, faça-o de preferencia antes ou uma ou duas horas depois da exposição solar para que a planta tenha chance de baixar um pouco a sua temperatura e não desidrate..

Adubação
Se a terra onde as plantas forem plantadas for de grande qualidade, somente quando começarem a florir é que voltarão a precisar de adubo. Caso contrario, a utilização de um adubo para plantas de fruto ou hortas uma vez por semana é mais do que necessário.

Outros trabalhos
Remoção de talos e aplicação de estacas. A remoção de talos consiste em fazer cortes limpos nos caules 
e brotam nas axilas, tendo em vista favorecer o crescimento de um único caule principal, isto é, fazer com que a planta só tenha uma guia e só se desenvolva nessa direção. A aplicação de estacas ajudará na remoção dos talos, na colheita e repercutirá na qualidade dos frutos e no controle das doenças. Atenção em não cortar talos que se apresentem com botões florais.

Hora de colher..
A partir de 80 dias a contar da sua plantação. Para colher tomates é aconselhável que o faça quando estiverem entre a cor verde e a vermelha, ou quando lhe parecerem melhores para um consumo imediato, mas sempre com uma faca ou tesoura, tendo cuidado para não quebrar flores nem caules.

Em épocas mais frias, recomenda-se a retirada de todos os tomates, que podem ser colocados dentro de casa, no peitoril da janela, por exemplo, onde acabarão de amadurecer.



Principais problemas e como evitá-los 

Como qualquer espécie cultivada no jardim, os tomates também podem ser alvos de algumas doenças ou outros problemas. Veja abaixo os mais corriqueiros e saiba como evitá-los (ou resolvê-los):

• Podridão: quando os tomates apresentam extremidades castanhas e rijas, podem estar sentindo falta de água e/ou cálcio.

• Buracos: se o problema é este, é possível que estejam com lagartas-do-tomate, que devem ser imediatamente eliminadas.

• Míldio: é uma doença muito comum que confere um aspeto castanho às folhas e também escurece os caules. Nesse caso, é importante remover todas as áreas afetadas da planta. Se pretende plantar mais tomateiros, recomenda-se que faça isso em outro local para que não sejam afetados.
• Pele rasgada ou deformações: são sintomas bem habituais que, embora afetem o aspecto dos tomates, não influenciam no sabor. A pele rasgada é apenas uma conseqüência da falta de água, e as deformações estão relacionadas às alterações bruscas de temperaturas. Lembre-se: os tomateiros precisam ser regados regularmente e necessitam de proteção contra temperaturas demasiadas (alta ou baixa) e ventos muitos fortes!

Como Retirar a Pele do Tomate

Espete o tomate com um garfo de cabo de madeira e segure-o por alguns segundos sobre o fogo. Mantenha-o a certa distância para não queimá-lo e vá virando lentamente até começar a soltar a casca.

Dicas Para Aproveitar Melhor o Tomate

Se o tomate estiver mole, deixe-o de molho em água fria ou gelada por 15 minutos. Ele ficará mais rijo e fácil de ser cortado.
Guarde os tomates sempre na gaveta para legumes da geladeira, mas antes lave e enxugue bem. Assim não mofa e pode ser conservado por até uma semana.
Nunca congele o tomate in natura. Apenas o molho de tomate pode ser congelado.

Mais Informações

http://revistacasaejardim.globo.com/Revista/Common/0,,EMI224282-18069,00-FESTA+DOS+TOMATES.html

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/comida/66975-conheca-os-principais-tipos-de-tomate-produzidos-no-brasil.shtml

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Nhoque com Batata Flocada - Prático e Fácil

Gosto muito de coisas fáceis e práticas, principalmente na hora de cozinhar, e hoje preparei para o almoço um nhoque delicioso e super fácil e rápido de fazer. Usei Batata Flocada.

A batata flocada, ao ser hidratada e temperada transforma-se em um delicioso purê de batatas. Ela também pode ser usada em inúmeras receitas, como biscoitos e recheios, molho branco, empanados, batatas fritas formuladas, sopas, pães, massas, etc.

O purê preparado com 1 kg de batatas crua leva cerca de 30 minutos para ficar pronto; enquanto o purê preparado com flocos desidratados leva 2 minutos.

Rendimentos:

Purê de batatas cruas - 1 kg de batata crua faz 1,056 kg de purê
Batata Flocada – 1 kg de batata em flocos faz 7,000 kg de purê

Se você é impaciente e apressada como eu, então tente fazer essa receita e surpreenda sua família!

NHOQUE COM BATATA FLOCADA 

Ingredientes:

4 xícaras de Batata Flocada
4 xícaras de água quente
2 xícaras de farinha de trigo
1 ovo
3 colheres de queijo ralado
Sal a gosto

Modo de Fazer:

Reidrate a batata com a água quente. Espere esfriar e acrescente os outros ingredientes, misture bem.
Modele as bolinhas de nhoque e vá colocando em pequenas porções em água fervente. Quando elas subirem, tire da panela e coloque num refratário.

Sirva com o molho de sua preferência.

Delícia!!!!!