quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Para os fãs do Harry Potter - Receita de Cerveja Amantegada

Confesso que sou fã do Harry Potter! Tenho toda a coleção dos livros, incluindo os Contos de Beedle, o Bardo e hoje minhas filhas vão preparar essa receita de Cerveja Amanteigada. Parece deliciosa!



segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Idéia Prática para Fazer o Rodizio do Armazenamento

Fazer o rodizio do armazenamento é outro grande desafio que causa pavor em muita gente. Afinal, se o seu estoque não for adequadamente administrado, o desperdício pode ser grande, tanto de dinheiro como de comida.

Aqui vai uma técnica simples e que pode ajudar.

1 - O primeiro passo é determinar "o que" e "quanto" sua família consome mensalmente. Já conversamos sobre isso no post anterior (Projeto de Armazenamento em Família). Com isso, você poderá formar uma "cesta básica" sob medida. A partir de agora, pense no seu armazenamento em termos de "cestas básicas".

2 - O segundo passo é decidir, com sua família, quantas "cestas básicas" vocês terão. Isso envolve verificar seu orçamento cuidadosamente para não fazer dívidas ao formar um armazenamento.

3 - Organize em sua casa um lugar para guardar as "cestas básicas" e compre caixas, que podem ser de papelão ou plásticas para a quantidade de cestas que irão formar.

4 - Depois disso, sempre que for ao supermercado, leve sua "lista especial" do Projeto de Armazenamento em Família e fique de olho nas promoções. Por exemplo: você percebeu que gasta 5 sabonetes por mês e o sabonete está em promoção. Sua família decidiu formar três "cestas básicas". Você vai aproveitar essa promoção e comprar 15 sabonetes. Quando chegar em casa, coloque 5 sabonetes em cada "cesta básica". Todos os meses, faça a mesma coisa com os outros itens da lista, de acordo com seu orçamento.

5 - Depois que suas "cestas básicas" estiverem formadas, está na hora de começar a fazer o rodízio. Vamos dizer que fizeram 3 cestas e elas ficaram completas em janeiro. Escreva em três folhas de papel: "Fevereiro", "Março" e "Abril" e cole cada um em uma caixa.

6 - Em fevereiro, coloque a caixa "Fevereiro" em uso. Quando for ao supermercado, leve a "lista especial" e faça as compras para formar a cesta de "Maio". Em março, coloque a caixa "Março" em uso e forme a cesta de "Junho" e assim por diante.

7 - Depois que estiverem acostumados a esse ritmo de rodizio, sua família deve expandir o número de cestas básicas para até 6 meses. Comece todo o processo novamente.

8 - Quando o número de cestas ultrapassar 6 meses, você precisa começar a se preocupar em ter os grãos e outros itens embalados para longo prazo.

Veja na foto abaixo um exemplo de armazenamento em cestas básicas.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Projeto de Armazenamento em Família

Conforme prometi no outro post, hoje vou contar para vocês o que andei fazendo para organizar meu armazenamento de curto prazo.

O meu maior desafio sempre foi calcular o quanto e o que minha família mais consome. Acho que a falta  de espaço é um problema menor - dá para contornar com um pouco de criatividade e vontade.

Pensei e pesquisei bastante e então aprendi essa técnica, que achei simples e prática. Precisa de alguma disciplina e muita participação da família, mas vale a pena. Veja o que fiz:

1 - No começo de setembro reuni minha família, expliquei o projeto e pedi que todos participassem e colaborassem.

2 - Mostrei a eles uma sacola que foi separada para ser usada no projeto.

3 - Expliquei que lá nós guardaríamos, por um mês, uma parte da embalagem de tudo o que iríamos consumir - podia ser uma tampa, um rótulo, um pedaço da embalagem, enfim, qualquer coisa que pudéssemos identificar do item consumido. Era muito importante que todos estivessem empenhados porque nem tudo ia acabar nas minhas mãos.

4 - Começamos nosso projeto. Percebi que nem todos estavam se lembrando ou atentos para nosso projeto, então, como já temos o costume de reciclar o lixo, às vezes eu dava uma olhada para ver se tínhamos esquecido de alguma coisa antes de jogar a embalagem fora. Infelizmente não conseguimos guardar tudo, por isso decidi continuar com o projeto por mais 2 meses - acho que assim vou ter uma média melhor de tudo o que consumimos.


5- No final do mês verifiquei a sacola e separei os itens em: alimentação, limpeza, higiene e outros.Veja um exemplo nas fotos abaixo.

6- Preparei uma lista de cada item, com as quantidades. Agora levo essa lista comigo sempre que vou ao supermercado e fico de olho nas promoções. 

7 - Quando um item da minha lista está em promoção, compro e separo para o armazenamento.

8- Neste mês vou comprar 3 caixas plásticas grandes para guardar esses itens separados dos produtos que consumo normalmente, e formar 3 cestas básicas.

No próximo post vou dar uma dica super simples para começar a usar e fazer o rodízio do armazenamento de curto prazo - vocês vão gostar.

















Quanto ao seu armazenamento de longo prazo, se você estiver com muita dificuldade para organizar, comprar os alimentos, embalar, etc., lembre-se que na BeeReady ele já está pronto e você pode comprar com segurança e praticidade.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Por Que Preciso de um Armazenamento de 3 meses?

Um armazenamento de curto prazo, ou um estoque de três meses, consiste em armazenar alimentos que sua família come normalmente, que podem ficar na embalagem original, sem necessidade de serem embalados de modo especial para durar por muito tempo. Além do alimento, existem outros itens igualmente importantes que você deve considerar em ter no seu estoque. Veja algumas vantagens:

Um Fundo de Reserva para Emergências


Muitas pessoas, principalmente aquelas que vivem nas grandes cidades, podem ter uma falsa sensação de que nunca faltará comida disponível nos supermercados. Um estudo sobre gestão de estoques conduzido pela Unifei, demonstra que “Com a evolução das técnicas de gestão de estoques, e principalmente com a evolução da filosofia do “just in time” – a manutenção de quantidades de estoques suficientes para proporcionar a diminuição dos custos de armazenagem, espaço, pessoal e obsolescência do capital, a gestão de armazenagem de mercadorias exige uma sincronização entre a oferta e a demanda, de maneira a tornar a manutenção desnecessária.” http://www.revista-ped.unifei.edu.br/documentos/V06N02/n08_art04.pdf

Isso significa que não é economicamente interessante para os supermercados manter um nível alto de estoque em sua loja, porque custa caro. Então eles mantêm o necessário para a demanda, preferindo o reabastecimento semanal dos produtos.

Quem mora em São Paulo e já teve a oportunidade de andar pela zona cerealista, verá uma movimentação frenética de caminhões naquele local. É muito difícil achar uma vaga na rua para estacionar – elas ficam tomadas pelos caminhões descarregando sacos e sacos de alimentos. Conversando com um de meus fornecedores, que possui um armazém enorme de cebola e alho desidratado naquele local, perguntei em quanto tempo ele conseguia girar aquele estoque gigantesco. Ele me disse: “Uma semana”. Fiquei estarrecida! Ele disse mais: “É assim com todo mundo aqui, a comida não dura uma semana nos estoques”.

Vocês conseguem imaginar o que uma simples greve de caminhoneiros pode fazer ao abastecimento na cidade? E que tal as chuvas que destroem as estradas e levam embora as pontes? Nosso alimento percorre grandes distâncias até a cidade – levam dias para chegar do produtor até os centros de distribuição.

Outra vantagem é que você pode driblar a inflação ou a alta sazonal de preços de alguns produtos. Você tem maior controle sobre suas compras e seu orçamento, pois pode comprar produtos em promoção, economizando um bom dinheiro.

Portanto, um estoque de curto prazo é um grande investimento para sua família!

Nunca Vai Faltar o Necessário 


Já te aconteceu de, num domingo à noite, ficar com vontade de fazer um bolo delicioso para sua família e descobrir que não tem ovos, o açúcar acabou ou a farinha não vai ser suficiente? Nessas horas, normalmente a vizinha é nossa melhor saída. Quem já não foi bater na porta da amiga, morrendo de vergonha, com uma xícara na mão? Se você tem um armazenamento lá está o que precisa.

E não é só isso. Não é horrível descobrir que o shampoo acabou no meio do seu banho? A roupa acumulada vai ter que esperar o dia seguinte, quando você puder ir ao supermercado comprar o sabão em pó? Com certeza você pode dobrar o papel toalha e fazer dele um guardanapo, ou espremer a pasta de dente para aguentar até o próximo dia!

Dar Variedade à sua Cozinha


Se você tiver uma variedade de alimentos, certamente poderá substituir um item da receita, por outro que agrada mais sua família ou sua visita. Ou pode ser que você não tenha tempo para preparar uma refeição completa, então poderá recorrer àquelas comidinhas pré-preparadas, colocar no micro-ondas e pronto! Pode servir! E nem vai precisar gastar um dinheiro extra, pedindo uma pizza ou comendo um hambúrguer caro.

Refeições de emergência


Sabe um "daqueles dias" em que você não teve tempo de planejar o jantar e sua família chega em casa faminta, esperando por um bom prato de comida? Ou seus filhos chegam da escola e junto com eles uma "penca" de amigos para almoçar? Uma visita inesperada já apareceu na sua casa, bem na hora do lanche da tarde? Nessas horas você olha para seu armazenamento e dá graças por ter alguma coisa ali.

Conveniência:


Bateu aquela fome antes de dormir e tudo o que você quer é só uma sopa, ou você está só querendo "beliscar" uma coisa doce, mas lembra de que está fazendo regime. Se você tiver vegetais desidratados, a sopa fica pronta em segundos. Fruta desidratada é uma ótima saída. Os produtos desidratados (ou liofilizados) são excelentes para compor um armazenamento. Eles podem ser guardados por muitos anos mantendo os nutrientes e o sabor da fruta in natura.

Mas como formar um estoque de 3 meses de forma fácil e prática? Neste último mês testei uma idéia em minha casa e gostei muito, mas vou deixar essa dica para amanhã - tenho certeza que vocês vão gostar também.


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Preparação e Estabilidade Financeira

Uma parte extremamente importante de nossa preparação para emergências é estarmos com nossas finanças sob controle. Nunca sabemos quando uma doença inesperada ou um desemprego vai nos atingir. Assim, se estivermos financeiramente preparados, esses momentos de stress poderão ser suavizados.

Muitos de nós vivem de salário em salário, e as pessoas que economizam dinheiro continuamente estão diminuindo cada vez mais. Com o custo de vida diária em ascensão, muitas vezes é difícil pagar até mesmo as despesas mais essenciais. No entanto, manter-se financeiramente seguro é um dos melhores e mais importantes aspectos da preparação para emergências.

De um pneu furado a desastres de grande porte, como um incêndio em casa, é essencial nos mantermos financeiramente estáveis, para termos paz de espírito e nos recuperarmos rapidamente.

Se você possui uma dívida intransponível, elabore um plano para se livrar o mais rápido possível dela.

Uma das melhores maneiras de começar a se livrar das dívidas é interromper o uso de cartões de crédito. Já fiz isso mais de uma vez na vida, e foi uma das melhores coisas que já fiz. Para falar a verdade, só aceitei ter novamente cartão de crédito quando minhas dívidas estavam todas quitadas.

Muitos de nós usamos o cartão de crédito sem pensar no que estamos comprando ou nos custos a que estamos incorrendo. As pequenas compras somam, e, ao longo do tempo, o crédito devido pode superar nossa capacidade de pagar a fatura. Se você quer usar um cartão de crédito, é importante disciplinar-se e gastar apenas o que pode pagar.

Se você tem uma divida muito grande e que não pode ser paga de uma vez, veja nesse link como fazer um cronograma de pagamento e não fure esta programação para não incorrer em qualquer dívidas adicionais.

Além disso, evite atrasar os pagamentos. Os juros dos cartões de crédito são extremamente altos e só fazem aumentar a dívida ainda mais.
Todos nós gostamos de comprar uma roupa nova ou sair para jantar de vez em quando, mas comprar com moderação nos manterá financeiramente saudáveis e garantirá que teremos dinheiro suficiente quando ele for mais necessário.
Aqui estão algumas outras dicas, muito simples e úteis para economizar dinheiro:

1) Fique de olho nos jornais dos supermercados e aproveite para formar um pequeno estoque comprando os produtos em oferta.

2) Compre a vista! Se você quer comprar algo novo para a casa, trocar um eletrodoméstico ou qualquer outra coisa que não "cabe" no orçamento, guarde um pouco de dinheiro todos os meses até ter o valor total que necessita para comprar à vista. Há um tempo atrás meu marido queria comprar uma bicicleta. Ele comprou um cofrinho e todas as moedas que sobravam no bolso iam para lá. No final de dois meses ele já tinha o dinheiro que precisava. Comprou à vista e ainda conseguiu um desconto de 10%.

3) Faça um orçamento mensal e viva dentro dele.

4) Cozinhe refeições saudáveis em casa e evite fast-food.

5) Tenha um estoque de alimentos para reduzir os custos com as refeições e as idas ao supermercado. Quando o preço de determinados alimentos básicos subirem por motivos externos como, greve de caminhoneiros, uma seca ou enchente, por exemplo, você consome os alimentos armazenados, até que os preços voltem aos níveis aceitáveis. Com isso economiza seu dinheiro e o faz render muito mais.

6) Faça um plano de poupança que deduza o dinheiro automaticamente de sua conta corrente. Os bancos oferecem muitas formas de aplicação. Escolha a melhor aplicação para o perfil de sua família e deixe os juros trabalharem a seu favor.

Existem milhares de maneiras de cortar pequenos custos em nossas vidas. Quanto mais você é capaz de fazer isso, estará melhor preparado financeiramente para emergências que possam surgir no futuro.