quinta-feira, 31 de maio de 2012

Algumas Dúvidas sobre Armazenamento de Feijão


Não sei quanto a vocês, mas eu adoro comer arroz com feijão, principalmente quando é "feitinho da hora", como diria minha sogra.

Se não tiver mais nada para acompanhar, já me dou por satisfeita. Adoro jogar um azeite no caldinho e espremer um pouco de limão. Huummm, delícia!

Parece piada, mas levei muitos anos para aprender a fazer um feijão igual ao da minha sogra. Eu nunca acertava o ponto, então ele ficava duro e o caldo, ralo. Acho que o medo de panela de pressão me obrigava a desligar a panela antes do tempo. 

Já ouvi muitas pessoas reclamarem do feijão armazenado por longo tempo. Ele fica mais duro e leva mais tempo para cozinhar. É verdade. Ontem uma amiga comentou que tem muito feijão armazenado, mas já ouviu tantos comentários ruins que está considerando jogar fora o que tem em seu estoque. Ela disse também que sentiu azia depois de comer o feijão de seu armazenamento. Fiquei pensando nesse assunto e resolvi fazer umas pesquisas.

Para resolver o primeiro problema: a dureza do grão, deixe o feijão de molho da noite para o dia seguinte (por 12 horas). Não fique com medo da panela de pressão e deixe mais tempo cozinhando. 

Para o segundo problema: a azia. Não sei se ela tem relação com o feijão do armazenamento, mas o feijão possui oligossacarídeos que causam os gases, que incham nossa barriga. Para resolver esse problema, a água onde o feijão ficou de molho deve ser jogada fora e substituída na hora do cozimento. Aprendi também que a salsinha é excelente para diminuir esse efeito indesejável de inchaço ou azia. É só incluir salsinha na refeição, seja na salada, na carne, no molho da feijoada, ou até mesmo direto no feijão.

Mas para que todas fiquemos tranquilas sobre armazenar o feijão, consultei os "universitários". Dei uma olhadinha no site da Universidade Brigham Young e encontrei um estudo sobre armazenamento de longo prazo do feijão carioca. Para quem fala inglês e quiser ver o estudo completo, o link é este: http://contentdm.lib.byu.edu/cdm/singleitem/collection/IR/id/92/rec/31

Vou resumir: Eles estudaram 15 amostras de feijão, armazenados de 1 a 32 anos, embalados em latas #10, com absorventes de oxigênio, armazenadas em residências em temperatura ambiente (entre 13 e  27 graus)

Resultado: "Houve uma perda em alguns aspectos da qualidade do feijão ao longo do tempo. Entretanto, mesmo depois de 30 anos de armazenamento, todas as amostras foram consideradas aceitáveis para uso em uma situação de emergência. A digestibilidade da proteína permaneceu estável. O feijão carioca pode ser uma parte importante do plano de armazenamento de longo prazo devido a sua estabilidade sensorial, quando corretamente embalado e armazenado".

Esse "corretamente embalado", significa livre de oxigênio, umidade, luz e calor. Não deve ficar em contato com o chão nem com a parede (veja: http://folianacozinha.blogspot.com.br/2012/02/embalagem-ideal-para-seu-armazenamento_27.html e http://folianacozinha.blogspot.com.br/2012/02/protegendo-seu-armazenamento-domestico_2635.html)

Por favor, amiga, não jogue fora seu feijão e não pense que tem algo errado com ele! 



terça-feira, 29 de maio de 2012

Uma Emergência Pode Acontecer com Qualquer Um

Você é daquelas pessoas que bate 3 vezes na madeira quando te contam uma coisa ruim que aconteceu  com outra pessoa? E depois ainda diz: "Isola"? É engraçado como a gente faz isso quase que instantaneamente. Não sei de onde veio essa crendice, mas acho que ela passa de geração a geração, igual as cantigas de roda.

Ninguém quer enfrentar uma dificuldade e sempre pensamos que coisas ruins ou imprevistos só acontecem com os outros. Se alguém fala em se preparar para uma emergência, inevitavelmente alguém vai bater na madeira!

Mas a verdade é que todos estamos sujeitos a um acontecimento inesperado e, sem dúvida, fica muito mais fácil encarar as dificuldades quando estamos preparados para ela. É assim que nos preparamos quando fazemos um seguro de vida, um seguro saúde, uma caderneta de poupança, um seguro da casa, do carro. Hoje em dia existe até seguro funerário! Claro que o ideal é não precisar usar nenhum deles, mas se algo acontecer, que bom estar preparado.

O armazenamento doméstico nada mais é do que um seguro alimentar e deveria ser levado tão a sério quanto os outros seguros no que diz respeito à nossa preparação pessoal e familiar.

Tenho um amigo, que acredito, muitos de vocês vão reconhecer quando o virem no depoimento abaixo. Ele e sua família passaram recentemente por uma situação nada agradável. Felizmente eles estavam preparados. Vejam só:

terça-feira, 22 de maio de 2012

Ovo em Pó - Um produto perfeito para seu armazenamento


O ovo em pó tem sido uma novidade para a grande maioria das pessoas com quem converso sobre armazenamento doméstico. Vou  responder aqui algumas perguntas que as pessoas têm feito sobre esse produto. 

POR QUE DEVO TER OVO EM PÓ EM MEU ARMAZENAMENTO?

Existem muitas boas razões para você ter esse produto:

1 - Ocupa menos espaço: 1 kilo de ovo em pó é o equivalente a 80 ovos "in natura". Se os ovos estiverem divididos em bandejas com 20 unidades, você teria que ter espaço para guardar 4 bandejas. Um pacote com 1 kilo de ovo em pó ocupa um espaço igual ao de 1 kilo de açúcar.

2 - É mais seguro: Se o ovo "in natura" estiver contaminado com a bactéria Salmonela, ela não sobreviverá ao processo de pasteurização e desidratação para produção do ovo em pó. Ele pode ser usado em diversos tipos de massas e seus filhos podem até comer as "raspas" da massa de bolo sem medo dessa bactéria. Você pode preparar maionese e patês em casa com tranquilidade (veja a receita da maionese em nosso blog).

3 - Validade maior: Por ter um grau de umidade muito baixo (por volta de 3%), ele pode ser armazenado por muitos anos.

4 - Você pode dividir o ovo em porções menores.

5 - Sua cozinha fica mais limpa, sem cascas de ovos caídas na receita ou na pia.

6 - Você não será surpreendida com um aumento repentino de preços por causa da inflação ou por um desabastecimento inesperado.

7 - Para usar em alguma emergência: Sabe aquele domingo, quando você resolve fazer um bolo para o lanchinho da tarde, abre a geladeira e descobre que os ovos acabaram? Além de ter ovo em pó em seu armazenamento, o ideal é ter algum em sua geladeira, para qualquer emergência do dia-a-dia.

COMO E ONDE DEVO ARMAZENAR O OVO EM PÓ?

Deve ser armazenado em local seco, arejado, protegido da luz direta e longe de produtos quimicos ou odores fortes. Depois de aberto, recomenda-se que seja transferido para uma embalagem com tampa e guardado na geladeira.

Se armazenado corretamente, a vácuo, sua validade é de 3 anos ou mais, enquanto estiver fechado. Depois de aberto, terá validade de 1 ano.

QUAL A QUANTIDADE DE OVO EM PÓ QUE DEVO TER EM MEU ARMAZENAMENTO DE UM ANO?

A matemática é simples: pense em quantos ovos "in natura" sua família consome em uma semana, multiplique por 52. Isso é o quanto sua família consome em um ano. Um kilo de ovo em pó é equivalente a 80 ovos "in natura". Divida o número de ovos que sua família consome em um ano por 80. O resultado será a quantidade, em kilos de ovo em pó, que vocês provavelmente consumirão em um ano.

COMO USO O OVO EM PÓ NAS MINHAS RECEITAS?

É muito fácil usar o ovo em pó. Ele precisa sempre ser reidratado na seguinte proporção: 3 porções de água para 1 porção de ovo em pó. Essa reidratação pode ser feita à parte ou você pode colocar o pó direto na receita, sempre lembrando que deve adicionar na receita, a água que o pó exige.

Medidas:
Se você tem uma balança: 12,5 gr de ovo em pó equivalem a 1 ovo médio "in natura". Deve ser reidratado com 37,5 ml de água.
Se você não tem uma balança: 2 colheres (sopa) não muito cheias equivalem a 1 ovo. Use 6 colheres (sopa) de água para reidratar.


Veja a Tabela de Conversão do Ovo em Pó no site www.beeready.com.br



sexta-feira, 18 de maio de 2012

Protegendo seus Dados

Emergências podem acontecer a qualquer momento, em qualquer lugar. É por isso que a BeeReady está tão empenhada em ajudar as famílias a se prepararem, oferecendo
produtos e informações que os ajudarão em qualquer situação de crise.

Uma parte importante da preparação é a proteção dos dados e informações de sua família. Isso inclui documentos pessoais, contratos legais, fotos, diários, comprovantes de pagamentos, apólices, ações, arquivos eletrônicos, etc. Manter tudo isso em segurança é de vital importância.

Todos esses itens podem ser perdidos em inundações, incêndios, ou outros acidentes. Podem ser roubados ou perdidos para sempre, se o seu computador quebrar.

Entretanto, com a tecnologia moderna, toda essa informação, se já não estiver, pode ser digitalizada. É muito importante que se faça um back-up de tudo isso e que ele seja transferido para novas tecnologias conforme forem surgindo.

Ao desenvolver seu plano de back-up, é importante incluir um back-up remoto. Por exemplo, um incêndio pode destruir seu computador e o back-up, se eles estiverem armazenados no mesmo edifício. Além de usar um local remoto, é também importante atualizar seu back-up. Fotos são adicionadas continuamente à sua coleção, bem como mudanças nos seus documentos e arquivos. Um back-up só é eficiente em sua última versão.

Existem basicamente quatro métodos que você pode usar para fazer seus back-ups. Recomenda-se que se use dois ou mais desses métodos:

1 - USB Flash Drive:
Prós: são pequenos e podem ser transportados facilmente. São relativamente simples de usar e retêm os dados por até 10 anos.
Contras: por serem pequenos, tem uma capacidade limitada de armazenamento e podem ser perdidos ou danificados com frequência. Normalmente ficam no mesmo local onde está o computador e precisam da ação humana para serem atualizados.

2 - CD/DVD:
Prós: São convenientes porque a maioria das pessoas sabem copiar seus dados facilmente neles e sabem como guardá-los sem danifica-los. Dependendo do fabricante, da umidade e da temperatura onde são guardados, os dados ficarão armazenados por mais de 20 anos.
Contras: Possuem espaço limitado de armazenagem e normalmente são necessários vários CDs/DVDs para completar o back-up. Podem também se corromper ou ficarem danificados com o tempo.  Normalmente ficam no mesmo local onde está o computador e precisam da ação humana para serem atualizados

3 - HD Externo:
Prós: Permitem gravar todos os dados em um só drive. Você só tem que arrastar as informações do HD interno para o externo. A diferença entre os pen-drives e os CDs/DVDs é que você pode ter todo o back-up em um só lugar.
Contras: São mais delicados que os pen-drives e os CDs/DVDs. Não são muito resistentes a batidas e precisam de mais cuidados. Tem grandes chances de se corromperem com alguns dados ou por ficarem perto de campos eletromagnéticos. Assim como os anteriores, precisam que uma pessoa disciplinada se lembre de mantê-los atualizados e seguros em um lugar remoto.

4 - Back-up Online:
É uma idéia relativamente nova que está se tornando muito popular. Você instala um software de back-up no computador, configura e os back-ups serão feitos automaticamente. O software cuida de tudo. Seus dados normalmente são enviados encriptados através da internet, de forma que outras pessoas não possam vê-los.
Prós: Com o aumento da popularidade e disponibilidade, o custo tem diminuído. É um método fácil de armazenar seus dados. Sempre que novos dados são adicionados em seu computador, os back-ups são feitos sem que o usuário precise se lembrar. Os servidores que guardam esses dados são mantidos em locais com temperatura adequada, seguros, onde seus dados dificilmente serão roubados ou corrompidos. Eles também mantêm back-ups em locais remotos.
Contras: Normalmente é cobrada uma taxa mensal ou anual. Dependendo do provedor, pode ser maior ou menor. O acesso a seus dados fica na dependência de acesso à internet. Uma conexão lenta pode afetar o acesso a seu back-up.

Não se surpreenda! Prepare-se





segunda-feira, 14 de maio de 2012

De Onde Veio o Ovo em Pó? E Como é Feito?

Um Pouco de História

O ovo em pó foi uma invenção do químico norte-americano William A. Mitchell, falecido em 2004. Os ovos em pó foram desenvolvidos no período da segunda guerra mundial, compreendido entre os anos de 1939 e 1945. Foram principalmente utilizados durante o racionamento civil pelos soldados do Reino Unido e dos Estados Unidos.Foi necessário a criação desta alternativa pois haviam problemas logísticos na época que impossibilitavam o transporte de ovos, já que esses ocupavam muito espaço. Sendo assim, tornava-se mais barato o transporte de ovos em pó em navios, sendo que era possível enviar uma quantidade muito superior de quando os ovos eram in natura. A estocagem não necessitava de refrigeração e a vida útil dos ovos alcançava valores, em dias, suficientes para chegarem à Europa e serem consumidos pelos soldados da época.
Os ovos em pó são utilizados atualmente devido à sua praticidade no uso como ingrediente em receitas diversas e por ser um produto muito seguro. Os maiores consumidores de ovos reconheceram que o consumo do produto in natura era inadequado como matéria-prima em indústrias alimentícias.

Como é Produzido?

Segundo a Associação Paulista de Avicultura, o objetivo da forma diferenciada de fabricação é garantir praticidade e, principalmente, higiene para quem serve e consome o produto. Para garantir o preparo de alimentos saudáveis, a fabricação é feita com ovos provenientes de granjas aprovadas, que são inspecionadas regularmente.O processo começa com os ovos sendo resfriados a 10° C para ampliar o período de conservação. Depois, os ovos são lavados com um detergente alcalino, enxaguados em água clorada e colocados na máquina de quebra automática. Nesta fase, a gema é separada da clara, sob a inspeção de duas pessoas, e filtradas para evitar eventuais resíduos de casca.Para a produção de ovo integral, as claras e gemas são levadas para tanques homogeneizadores, onde são novamente misturadas. Após esta fase, os ovos são pasteurizados, a uma temperatura de inativação das Salmonellas e logo resfriados a 4°C, provocando um choque térmico nas bactérias existentes. O ovo líquido é então levado a tanques isotérmicos de aço inox, onde é mantido até o momento de ser bombeado para o local de desidratação. Depois que é transformado em ovo líquido pasteurizado, o produto vai para a planta de desidratação, onde é novamente filtrado. Em seguida, é esquentado até 220°C onde ocorre a desidratação, e o ovo, já em pó, é empacotado. Os pacotes são armazenados sobre estrados, em um local seco e arejado.

Segundo a Associação Paulista de Avicultura, o valor nutricional do ovo em pó é equivalente ao do produto “in natura” e que sua utilização é segura, além de prática, pois com um quilo de ovo em pó, é possível preparar 80 porções de ovo de 51 gramas cada.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Torta de Banana com ovo em pó

Pessoal, essa torta de banana é..... não tenho nem palavras para descrever como ela é, de tão gostosa! Surpreendente mesmo!!!!

A receita é tradicional da cozinha alemã. Uns chamam de Cuca, outros de Cufa. Não sei o nome direito, mas sei que é de dar água na boca.

Você vai adorar comer quentinha com sorvete de creme. Mas também fica muito boa gelada (no dia seguinte) com um copo de leite. Delícia pura!

A Wanderlecy, nossa mestre cuca, quem ensinou a receita, aprovou os ovos em pó. Ela disse que a massa ficou mais homogênea.

Bom, aqui vai nossa receita de hoje. Faça e sua familia vai te amar mais ainda!


terça-feira, 8 de maio de 2012

O que é a Mistura Mágica?

Compartilhando algo que encontrei hoje:


A mistura mágica é feita com leite em pó, margarina e farinha de trigo e pode ser usada para fazer um molho branco perfeito, sempre que você quiser!

O molho branco é um grande aliado da cozinha.Muitas sopas, molhos e pudins tem como base o molho branco. Então por que não deixar sua base pré-preparada para quando precisar? Existem algumas vantagens em ter a Mistura Mágica à mão:

1 - Você pode usar esses itens do seu armazenamento, ajudando na rotatividade dos mesmos.
2 - É muito mais barato
3 - Você tem o controle sobre os ingredientes
4 - É muito mais rápido para preparar seus pratos
5 - É fácil de fazer.

Como fazer a Mistura Mágica usando meu Armazenamento:


Passo 1: Você precisará de uma boa batedeira, como essa da foto. Use o mesmo tipo de misturador. Se não tiver, peça emprestado a uma amiga. Vai valer a pena!


Passo 2: Ingredientes:
2 1/3 xícara de leite em pó
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de manteiga ou margarina (tem que ser margarina de verdade, não use outro produto substituto) em temperatura ambiente. Junte os três ingredientes numa vasilha grande.



Passo 3: Bata até parecer como fubá (comece lentamente e vá aumentando a velocidade para não espalhar a farinha e sujar sua cozinha




Passo 4: Transfira a mistura para uma lata ou vidro, feche bem e leve à geladeira.




Como preparar o molho branco com a Mistura Mágica?

Em uma panela, misture 2/3 xícara da Mistura Mágica com 1 xícara de água (faz uma xícara de molho branco). Misture rapidamente em fogo médio até começar a borbulhar. Depois você pode adicionar outros ingredientes para dar o sabor que sua família gosta (sal, pimenta do reino, noz-moscada, queijo, etc).

Nas noites frias, use também para preparar suas sopas favoritas!


segunda-feira, 7 de maio de 2012

Como fazer Pão Caseiro Congelado

Uma de minhas maiores frustrações na cozinha é receber visitas e não ter nada para oferecer. Tenho uma amiga que admiro muito porque ela é super organizada com essas coisas. Sempre que faço uma visita à sua casa sei que vou experimentar uma coisa gostosa de seu armazenamento, pronta para servir! O mais impressionante é que sua cozinha está sempre arrumada! O segredo? Simples. Ela tira algumas tardes para preparar várias coisas ao mesmo tempo. Tem dias que ela faz geléias ou chutneys. Em outros dias ela faz tortas ou pães e congela. Ela "concentra" a bagunça em apenas alguns dias - acho isso genial!

É muito fácil ter sempre um pãozinho cheiroso, quentinho, saído do forno para oferecer à sua família ou a suas visitas e ainda manter sua cozinha limpinha e arrumada. O método abaixo serve para qualquer tipo de pão. Estou aproveitando para dar uma receita de pãozinho de laranja. A massa é básica e você pode fazer qualquer outro tipo de cobertura. 

Dá para congelar pão francês também. Tenho vários no meu freezer e eles ficam crocantes quando coloco no forno - dá certo. Então, aqui vai a dica:

 Método para Congelar Massa de Pão









  1. Prepare a massa de acordo com a receita abaixo. Deixe crescer (opcional) e abra a massa em forma de pizza. 2. Corte em 16 triângulos (como se faz com a pizza) e faça pequenos rolinhos começando pela base para a ponta. 3. Jogue um pouco de farinha em uma forma, coloque os rolinhos de pão e leve ao freezer por duas horas. 4. Transfira os rolinhos congelados para um saco plástico (tipo zip-loc) e guarde-os no freezer.
  2. Na hora de assar: 1. Tire a quantidade de pãezinhos do freezer e deixe na geladeira para descongelar, depois deixe sobre o balcão para crescer (entre 90 minutos a 2 horas). Se quiser, você pode tirar os pãezinhos do freezer na noite anterior, deixar na geladeira e depois deixar crescer uma área aquecida por cerca de 30 minutos. 2. Asse de acordo com as orientações da receita. 

Receita de Pãezinhos de Laranja:

Ingredientes:
  • 1 envelope de 10 g de fermento biológico seco 
  • ¼ de xícara de água morna 
  • 1 xícara de leite morno (3 colheres de leite em pó +1 xícara de água) 
  • 1/3 xícara de açúcar 
  • 1/2 xícara de oleo (ou margarina) 
  • 1 colher de chá de sal 
  • 2 ovos (4 colheres de sopa de ovo em pó, SEM ÁGUA) 
  • ¼ xícara de suco de laranja 
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo peneirada 
  • Cobertura de Laranja: 2 xícaras de açucar refinado, ¼ xícara de suco de laranja, 1 colher de chá de manteiga derretida e 1 colher de chá de raspas de laranja. 

Modo de Fazer:
  1. Coloque o fermento biológico na água morna e reserve. 
  2. Em uma vasilha, misture o leite, açúcar, óleo e sal. Esfrie até morno, em seguida, adicione os ovos, a água  com o fermento, suco de laranja e casca de laranja 
  3. Vá colocando a farinha até formar uma massa macia. Deixe descansar por 10 minutos. 
  4. Amassar por 5-10 minutos em uma superfície polvilhada com farinha até a massa ficar lisa e elástica. Coloque-a em uma vasilha levemente untada, virando uma vez sobre a superfície untada. Cubra a tigela   com uma toalha limpa e coloque-o em um lugar quente. Deixe levedar durante 2 horas, ou até duas vezes seu tamanho. Sove a massa e deixe descansar por 10 minutos. 
  5. Em uma superfície levemente enfarinhada, divida a massa em 3 partes. Enrole a massa em círculo e depois corte em 16 pedaços(como uma pizza). A partir da parte mais grossa vá enrolando até a ponta (será semelhante a um rolo crescente). 
  6. Neste ponto, se quiser congelar seus pãezinhos, proceda conforme explicado acima, ou, 
  7. Cubra e deixe crescer em um lugar quente por 45-60 minutos, até quase dobrar de tamanho. Asse em forno a 375 º F (190 º C) por 12-15 minutos. 
  8. Jogue a cobertura de laranja sobre os pãezinhos enquanto ainda estiverem quentes.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Maionese com Ovo em Pó

Como havia prometido, aqui está uma receita super fácil com ovo em pó. E o melhor, super segura!

Eu particularmente sempre preferi fazer maionese fresquinha em casa, mas tinha muito medo da tal da salmonela no ovo "in natura". Com o ovo em pó esse medo ficou resolvido.

Você pode transformar sua maionese em patê. Eu fiz um patê com azeitona e cheiro verde, que ficou delicioso!
Quem tiver receitas de outros patês, pode compartilhar conosco na área de Comentários!

Veja como é fácil:

Receita:
5 colheres (sopa) de ovo em pó, reidratado com 15 colheres (sopa) de água filtrada
1 colher (chá) mostarda
1/2 colher (chá) sal
1 colher (sopa) suco de limão (eu coloquei um limão inteiro porque gosto do azedinho do limão)
1 xícara de óleo vegetal

Modo de Fazer:
No liquidificador misture o ovo em pó reidratado, a mostarda, sal, limão e 2 colheres (sopa) óleo. Bata por 30 segundos. Com o motor em movimento derrame lentamente o óleo restante, até engrossar. Prove e ajuste os temperos.

Prepare e Surpreenda!